terça-feira, 10 de maio de 2011

As depressões

Em mim, dentro de meu espírito, já tive - o que podemos chamar de - contato com dois tipos de depressão.
Uma é aquela que te assusta, não te pertence, contra a qual você luta para dela se livrar.
A outra é mais densa, má e hostil. Ela te abraça faz com que você ame suas lágrimas. Esta segunda depressão, se te parece a mais terrível, confirmo que é! Nem me lembro direito de quando fui vítima de tal vale das trevas.

Recuperada da Viúva Desesperada, conhecida por Doença do Século estou, mas eis que a sua prima, a pequena e assustadora e enrugada "depressãozinha", atravessa-me o caminho vez ou outra!

Banho de sais, um incenso, um abraço, uma música são capazes de afastá-la. Parece que tenho me livrado de pequenos demônios diariamente desde o começo deste ano.

Espero que o exercício me fortaleça, pois às vezes sinto as forças quebrarem dentro de mim.
Vou lá, agora, acender mais um incenso.


Nenhum comentário:

Postar um comentário