sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Exposição pessoal nas redes sociais

É o 'bom dia', é a descrição de uma frustração, um atraso no trânsito, uma demissão, a briga séria com o parceiro, a nova temporada da série pra baixar, novidades de tecnologia, a "Fazenda", o blog do amigo, a expectativa e as pesquisas sobre o próximo presidente, os vexames do planalto, coisa séria, coisa torpe, coisa pop, coisa underground, poesia, desabafo, xingamento... Não há limites de assuntos a abordar nas redes sociais.

E a cada assunto, expomos ideias e conceitos, preceitos do que somos e do que forma os nossos invioláveis ideais.

Twitter, Facebook, Formspring, Orkut e outras nos oferecem liberdade... mas moldam, em quantidade de caracteres ou formatação  - porque não dizer, por preceitos impostos pela mídia - um comportamento quase que confessional. Um arranque, um expurgo tensional... É? Oh... complexo!
Obrigação?
Necessidade?
É de se pensar... Mas já notei que é mais fácil e cômodo o acesso às informações atuais através destas ferramentas. 

Porém, paremos, observemos e contemplemos... Selecionemos o que é de interesse... porque tempo é sabedoria... e não temos sabedoria a perder. Temos?

Um comentário: