quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

reflexão sobre o não-assunto

Sem qualquer assunto banal, 
despida de toda criatividade,
inapta a ousar ou arriscar, eu paro e aqui fico.

Não vou dizer por dizer,
escrever para passar o tempo
ou pensar em algo que não o que me sucumbe no momento.

Quero não pensar no meu tormento,
acovardar meus brados e passar o instante batido.

Quero silenciar a revolta,
manter cá dentro o grito.

Vou guardar esta falta total de assunto para depois... 

Um comentário:

  1. ok. mas so nao pare de escrever. o nao assunto nao deixa de ser um assunto.

    ResponderExcluir