sexta-feira, 28 de novembro de 2008

A viagem do travesseiro

Eu nunca entendi as pessoas que levam seus travesseiros a tiracolo nas viagens. 

Claro que algumas pessoas têm dificuldade para dormir. Entendo, porque eu também a tenho. Há aqueles que precisam da textura, altura e densidade perfeita para cair nos braços de Morfeu. A mim, basta atingir o grau de tranquilidade ideal, que até em ônibus errado eu durmo. 

Mas o que realmente eu não entendo é ver estas pessoas submetendo o seu próprio travesseiro à poluição, germes, poeira e todo tipo de sujeira existente no metrô, no ônibus e até mesmo no carro. 

O fato, tão corriqueiro quanto anti-higiênico, é muito chocante para mim! Ora, se realmente for necessário levar a tão preciosa almofada alcoval, ao menos que ela esteja embrulhada em plástico ou dentro da mala de viagem, para evitar o contato com a sujeira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário