segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

receita de Natal

Os verdadeiros e mais saborosos bolinhos de bacalhau da vó Inocência: 

Ingredientes
2 kg de batata.
2 kg de bacalhau.
20 minutos de atenção às dicas da avó portuguesa.
4 horas de diversão e bagunça na cozinha.
1 noite inteira com os pés doendo.

Modo de preparo:
Junte os ingredientes com cuidado.
Acrescente amor e dedicação a gosto. 
Misture bem. 
Depois, dê um abraço apertado na avó. 
Deixe os pés descansando. 
Servir os bolinhos quentes no Natal. 

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

O capítulo da novela de ontem.

Você viu a novela ontem? 
Eu não! Aliás, não tenho o costume de assistir a novelas. 

Também não acompanho o Big Brother, tampouco vejo as minisséries e programas dos canais de TV aberta. Muito às vezes, assisto aos jornais, ao Roda Viva na Cultura e ao CQC na Band. 

E o que eu vejo na TV? 
Quando eu me disponho a ficar na frente da telinha, passo o máximo de duas horas vendo séries, filmes, jornalismo, documentários de canais por assinatura.

Ao comentar esta minha rotina de vida com alguns colegas, não raro, a reação é de surpresa. Muitos me acham arrogante pela minha escolha por programas de canais fechados. Outros tantos se espantam pelo pouco tempo que me dedico à TV. Mas há os que acham mesmo um absurdo eu não saber quem é a Flora. 

Ora! O espanto é meu de ver tantas pessoas crentes na televisão como única fonte de cultura e entretenimento. Prefiro, sim, meus livros! E nem ligo que me chamem chata ou intelectual. 

quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

Diálogo (revisado)

- Bom dia, senhor.
- Bom dia. 
- Com licença, mas preciso lhe informar que não é permitido fotografar este local.
- Me desculpe. 
- Queira perdoar, senhor, mas também não pode comer aqui.
- Ah, é? E por quê?
- Não é local adequado. 
- Claro. 
- Senhor
- Sim?
- Também não é permitido fumar neste local. 
- Entendo. Não é local adequado, certo?
- Isso mesmo!
- ...
- Com sua licença novamente, senhor.
- Sim?
- O senhor pretende ficar aqui por muito tempo?
- Não sei, não. Por quê?
- Também não pode ficar parado por aqui durante muito tempo, sabe?
- Oh! Então você talvez sugira que eu me retire!
- Desculpe-me, senhor. Eu não tenho autorização para sugerir. 

segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

A sapatada justa

Durante uma coletiva de imprensa no Iraque, um jornalista joga seus sapatos contra o ainda presidente dos Estados Unidos, George W. Bush. A população local, em alvoroço, apóia o meu colega de profissão (que, felizmente, tem boa mira) e pede sua liberdade. 

Foi justa a ação do cidadão? 
Antes de responder a mim mesma esta pergunta, pensei que, mesmo sendo da opinião que o caipira americano mereça muito mais que duas sapatadas, não foi uma atitude profissional a do jornalista, ainda mais sabendo que, para iraquianos, a sola dos sapatos tem um valor de alta ofensa. 

Aqui, a matéria completa e o vídeo do sapato voando. 

sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

Preconceito

Esses vadios!
Andam em círculo,
De boca em boca...
Não foram esquecidos.
Precisamos deles para saber 
Se estamos limpos.

São vadios!
Comem o lixo,
Contaminam a sociedade!
Mas serão lembrados no final,
Ainda serão página de jornal.

- Primeiro Caderno - 2001 - 

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

O óbvio saturado

Nesta época de Natal, a quantidade de e-mails que as empresas nos enviam com votos de boas festas é irritante. E as mensagens vazias e mecânicas mostram que seguir a tendência é entediante e, às vezes, até ofensivo.

Um exemplo: certa vez cotei uma viagem em uma empresa de turismo. Nem cheguei a fechar o pacote, mas fiz meu cadastro. Foi o suficiente para receber deles um cartão de agradecimento por eu estar ao lado da empresa durante este ano. Ao lado? Eu sequer contratei os serviços deles!

Outra mensagem eletrônica avisa que o fim do ano se aproxima é dá mais de 5 motivos para comprar os produtos cheios de descontos que oferece. Não são bons descontos, mas ao menos é uma prestação de serviço, apesar do apelo óbvio.  

De maneira geral, a falta de personalização sobre o tema "Natal" é notória. Cá do meu ponto de vista, considero uma falha de planejamento, um erro de marketing. 

Ainda não encontrei uma campanha que saísse do comum...  Mas também não tive nenhuma idéia original para uma boa campanha... 

quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Casa Pia: escândalo esquecido na mídia

Vai completar 6 anos o escândalo da Casa Pia, ocorrido em Lisboa. À época, um aluno acusa os funcionários da casa de abuso sexual. E como os acusados eram grandes figuras políticas, o caso se arrastou lentamente.

Hoje, a RTP retoma o caso com uma notícia positiva: foram comprovado pelo Ministério Público os crimes em questão. Mas o julgamento ainda deve prosseguir por bom tempo até sua conclusão. Aqui, a matéria na íntegra.



terça-feira, 9 de dezembro de 2008

O ócio combina com o humor

O que você faz nos momentos de ócio de trabalho? Vê seus blogs favoritos (o meu inclusive - hehe), se atualiza com notícias, joga aquele joguinho online viciante, toma outro cafezinho... Eu também faço tudo isso com o tempo de sobra aqui no trabalho! 

E há muitos blogs bons por aí. Cada vez mais vou renovando e aumentando a minha lista de favoritos. Vez ou outra, divulgo aqui alguns destaques.

E o destaque de hoje vai para o Cyanide & Happiness Traduzidos. O blog, de humor ácido e perspicaz, tem a proposta de traduzir as tiras originais do gringo Explosm.net. É risada certa!

sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Natal Solidário em Jundiapeba

Com a chegada do Natal, alguns amigos meus organizaram novamente a belíssima ação de Sacolinha de Natal para uma comunidade carente em Jundiapeba. 

Todo ano eu adoto uma ou duas crianças para montar o kit de presente. Mas neste ano eu vou fazer diferente! Além de presentear uma das crianças, vou visitar a comunidade e levar livros, roupas e carinho para estas pessoas. 

Um pequeno gesto que faz a diferença na vida de algumas pessoas... Este é o meu presente de Natal para a humanidade, que anda bem carente de paz ultimamente. 

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

Piores Briefings do Mundo

Se você trabalha em uma agência, sabe que o Atendimento e o cliente quase sempre trazem situações absurdas para a rotina de trabalho.

Com uma idéia muito original, o blog Piores Briefings do Mundo trata do assunto de forma divertida e garante boas risadas.

Confere lá!

reflexão sobre o não-assunto

Sem qualquer assunto banal, 
despida de toda criatividade,
inapta a ousar ou arriscar, eu paro e aqui fico.

Não vou dizer por dizer,
escrever para passar o tempo
ou pensar em algo que não o que me sucumbe no momento.

Quero não pensar no meu tormento,
acovardar meus brados e passar o instante batido.

Quero silenciar a revolta,
manter cá dentro o grito.

Vou guardar esta falta total de assunto para depois... 

quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

felinos afagos

Tenho três gatos. Cada um apresenta uma personalidade diferente e inusitada, tornando a sua companhia uma experiência fascinante para todos na casa.

Athena: sialata, é a mais velha dos felinos na casa depois que Sofia (a gatriarca) morreu de câncer no ano passado. Contra as leis da natureza, Athena se recusa a assumir a liderança e prefere tirar longas sonecas sobre o computador ou a televisão. Gosta de biscoito de polvilho, pinhão, requeijão e castanha-do-pará. Quando no colo, fica olhando para as paredes à procura de insetos, mas nunca consegue matá-los. É elegante e prefere comer depois que os outros dois já se serviram. Odeia as investidas da Dori contra ela e é mau-humorada.

Dori: gata-vaquinha, gorducha e ativa. Sua atividade predileta é correr atrás da Athena, já que quer afirmar o tempo todo o seu reinado. Mia escandalosamente toda vez que alguém entra na cozinha, seja para exigir comida, areia limpa ou apenas carinho. Adora colo e costuma dormir sobre a tampa da privada, que tem uma capa peludinha. Brinca com o Thomas como se fosse seu irmãozinho mais novo. Quando a ração é servida, está sempre por perto e é a primeira a comer, sempre avidamente. Seu nome é uma homenagem à personagem do filme "Procurando Nemo". 

Thomas: gato-vaquinha, o mais novo membro da casa. Sua pigmentação lembra a do Frajola (Looney Tunes). É o mais extravagante, dorme espichado de barriga pra cima, cruza as patas à sua frente como um lorde quando está observando o mundo. Igualmente agitado, porém mais descontraído, cai em todas as provocações da Dori. Recebe certo respeito da Athena, o que já é um avanço para o tipo de humor dela. Costuma agarrar as pernas que cruzam seu caminho nos corredores e ataca os bichos de pelúcia da minha cama. 

terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Mano blogueiro

Hoje também tem dica de blog. 

Ontem o meu irmão, Artur, adentrou o mundo da blogosfera. Inaugurou um blog que tem como tema o futebol, com a proposta de resgatar a história e contar um pouco do passado do esporte mais popular do Brasil.

Com grande conhecimento sobre o assunto e muito charme pra escrever, meu maninho ainda me fez uma dedicatória. Eu, manteiga que sou, fiquei emocionada. Muito fofo! As palavras são dele: "Gostaria de dedicar este meu post inicial, a algumas pessoas que me estimularam a criar este blog... e à minha irmã, que com seu blog de poesias me despertou a paixão por blogar!" 

Convido você a visitar O Bom e Velho Futebol.


segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

Pix

Dica de cultura alternativa, o blog da Revista Pix tem um conteúdo ousado, criativo e muito variado. Todo dia eu aproveito a minha hora de almoço para conferir os posts do dia. 

Você também pode enviar sua própria dica de site, notícia, jogo online ou qualquer curiosidade da web. 

A Pix é uma revista do tamanho de um flyer, normalmente encontrado em bares e casas noturnas. 

Dá pra assinar a revista ou ler a sua versão eletrônica. Vale a visita. 

sexta-feira, 28 de novembro de 2008

A viagem do travesseiro

Eu nunca entendi as pessoas que levam seus travesseiros a tiracolo nas viagens. 

Claro que algumas pessoas têm dificuldade para dormir. Entendo, porque eu também a tenho. Há aqueles que precisam da textura, altura e densidade perfeita para cair nos braços de Morfeu. A mim, basta atingir o grau de tranquilidade ideal, que até em ônibus errado eu durmo. 

Mas o que realmente eu não entendo é ver estas pessoas submetendo o seu próprio travesseiro à poluição, germes, poeira e todo tipo de sujeira existente no metrô, no ônibus e até mesmo no carro. 

O fato, tão corriqueiro quanto anti-higiênico, é muito chocante para mim! Ora, se realmente for necessário levar a tão preciosa almofada alcoval, ao menos que ela esteja embrulhada em plástico ou dentro da mala de viagem, para evitar o contato com a sujeira.

terça-feira, 25 de novembro de 2008

Eu jornalista, eu publicitária

Eu, bacharel em jornalismo, sempre enchi a boca para falar "sou jornalista". Não pela profissão, que nunca exerci, mas pelo status. Para mim, ser jornalista é ser o profissional da informação e isso é ótimo. 

Mas a verdade é que, à época da faculdade, eu ainda não tinha uma profissão formada no meu currículo profissonal. Então, me agarrava ao título acadêmico. 

No entanto, o mercado abriu atalhos com outro facão para mim... Adentrei nas trilhas da publicidade e da web, tracei rumos nunca antes imaginados por mim. Entre caminhos duros do marketing direto e dando passos lentos pelo SEO, finalmente cheguei ao ponto de encontro: a redação publicitária. 

Feliz que sou, abro os olhos para possibilidades mais variadas e hoje leio muito mais que quando era jornalista auto-intitulada. 

A dica é um site de jornalismo, que nunca deixei de ler, nem quando era jornalista, nem depois de me tornar publicitária: Observatório da Imprensa


segunda-feira, 24 de novembro de 2008

A primeira gota da chuva

Eu vi a primeira gota da chuva
quando as minhas retinas contraíram 
ao tímido raio de sol. 

Foi assim que começou o meu dia,
sonolento, distraído...

Quase eu tropeço na idéia!
Formei a poesia em um sopro
instantâneo como aquele arco-íris. 

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Dia da bandeira

Hoje é comemorado o Dia da Bandeira. 
Também é o Dia Internacional do Xadrez.

Penso que, se o grito da independência e a proclamação da República são eventos dignos de feriado, por que a data em que a nossa linda bandeira foi criada não merece ter feriado? 

Se o fosse, estaríamos em casa jogando xadrez,descansando em um super feriado emendado... 

terça-feira, 18 de novembro de 2008

24 horas sem música em São Paulo?

O artista e produtor musical Bill Drummond virá para a paulicéia em 21 deste mês com uma proposta ousada:
promover o Dia Sem Música. 

A intenção deste louco, que já chegou a queimar um milhão de libras, é levar as pessoas a refletirem sobre a sua relação com a música dentro de um contexto histórico. 

Eu confesso que, ao ler a matéria pela primeira vez, achei a maior idiotice do universo. Mas me propus a ler e entender melhor a história antes de julgar. Daí que a idéia do cara chamou tanto a minha atenção que virou um post aqui. Ele é excêntrico como eu e ganhou minha simpatia: Vou aderir ao Dia Sem Música. 

Faço isso porque acredito que todo ato de intervenção tem resultado quando a massa acredita e adere a ele, mesmo que em pequenas proporções. É mais uma TAZ, mais um sintoma de anarquia da nossa sociedade que nos libera do comodismo social.  

Leia o manifesto:

AVISO 

DIA SEM MÚSICA: 21 DE NOVEMBRO

 

No Dia Sem Música: 
Nenhum hino será cantado, 
Nenhum disco será tocado no rádio, 
IPods serão deixados em casa, 
Bandas de rock não se apresentarão, 
Maestros não subirão ao pódio, 
Vitrolas não girarão, 
A agulha não cairá, 
A tampa do piano não será levantada, 
Filmes não terão trilha sonora, 
Jingles não irão zunir, 
Os leiteiros não assobiarão, 
Grupos corais fecharão suas bocas, 
Estúdios não gravarão, 
MCs não passarão o microfone, 
Apresentações de bandas serão adiadas, 
Os violinos não farão serenatas, 
Nenhuma corda será tocada, 
Lojas de discos permanecerão fechadas o dia todo, 
E você não participará de qualquer tipo de atividade ou escuta musical, 
Dia Sem Música existe por varias razões, 
Você pode ter uma.


segunda-feira, 17 de novembro de 2008

Lista da lista dos blogs

O blog Pensar Enlouquece está com um post superlegal sobre a Revista Época e a sua matéria de capa: 
"A lista dos 80 blogs que você não pode perder"

O Inagaki, que contribuiu para a matéria, faz a sua própria lista. Confere lá: 


sexta-feira, 14 de novembro de 2008

O bar mais aconchegante de São Paulo

Todo paulistano tem pelo menos um pouco de bairrismo. Eu confesso que também sou pró Zona Norte.

E em homenagem a esta sexta-feira com um ensaio otimista de sol, venho sugerir aos meus leitores assíduos o Empório Laura Aguiar, conhecido entre os íntimos de "Bar do seu Zé". O Zé, dono do bar, simpático que é, encanta a gente com o seu vasto conhecimentos sobre cerveja. 

Lá é possível apreciar muitos tipos de cerveja do mundo todo, inclusive as nossas brasileiras: Eisenbahn, Heineken, Quilmes, Baden Baden, Dado Bier, Norteña, Devassa, Köstritzer, Weihenstephaner, Jenlain, Xingu, Edelweiss e muitas outras.
 
Para comer, indico a maravilhosa alheira, a cebola em conserva e o pastelzinho caseiro. 
Também tem lanches e queijos que combinam muito na degustação das ótimas opções de cachaça da casa.

O bar, sem pretensões e de ambiente muito acolhedor, fica em uma região tranqüila e residencial, a 2 minutos da estação Santana do Metrô. Não cobra entrada e tem estacionamento do outro lado da rua. 

Hoje, é provável que eu passe por lá. 

Empório Laura Aguiar: Rua Doutor Gabriel Piza, 559.
Telefone: 2977.0471


quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Sem limites para a estupidez

Mais uma boa dica de blog, que garante boas risadas.
O tema são placas e adesivos bregas, estranhos, inusitados e loucos. É incrível que ainda nos surpreendamos com a estupidez presente à nossa volta. Não há limites! Entra lá e confere! 

quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Rotina

Acordar não tão cedo, normalmente com um dos gatos pisando nas costas.
Tomar banho, escolher a roupa, fazer o café da manhã para toda a família.
Chegar no trabalho, tomar café.
Dedicar ao menos uma hora de leitura das notícias e novidades em blogs favoritos. 
Twittar, atualizar o blog, almoçar.
Trabalhar um pouco, chegar em casa, jogar vídeo-game.
Tomar banho, escolher um livro e ler, fazer um pouco de sudoku e dormir.
Acordar tarde, tomar café na hora do almoço, ir ao cinema, namorar.
Beber cerveja, namorar, ler notícias.
Ver seriados prediletos baixados no torrent.
Jogar vídeo-game, comer pizza.
Beber cerveja, namorar, jogar vídeo-game, passear, dormir tarde.
Acordar mais cedo, brincar com o gato, começar uma dieta.
Tomar banho, escolher a roupa, fazer o café da manhã para toda a família.
Chegar no trabalho, tomar café e ler mais notícias. 
Trabalhar, trabalhar, ler blogs, almoçar.
Twittar, trabalhar. 
Desistir da dieta. 
Ir a um restaurante japonês, namorar, ler, dormir.
Acordar mais tarde, ir trabalhar...

...minha rotina é não ter rotina.... 

segunda-feira, 10 de novembro de 2008

Poesia de aniversário

Atrasada, eu sei, mas não podia deixar de ser registrada essa poesia, que minha avó, Inocência dos Anjos, recitou para mim no dia do meu aniversário. 

Dia de Anos - João de Deus
Como que então caiu na asneira
De fazer na quinta-feira
Vinte e seis anos? Que tolo!
Ainda se não os fizesse...
Mas fazê-los não parece
De quem tem muito miolo.

Não sei quem foi que me disse
Que fez a mesma tolice
Aqui o ano passado...
Agora o que vem, aposto,
Como lhe tomou o gosto,
Que faz o mesmo? Coitado!

Não faça tal: porque os anos
Que nos trazem? Desenganos
Que fazem a gente velho:
Faça outra coisa: que em suma
Não fazer coisa nenhuma,
Também lhe não aconselho.

Mas anos, não caia nessa!
Olhe que a gente começa
Às vezes por brincadeira,
Mas depois se se habitua,
Já não tem vontade sua,
E fá-los queira ou não queira! 


Inocência dos Anjos: de nome igualmente poético, minha avó é uma mulher romântica e sensível, doce e amarga, antagônica e maravilhosa em um misto de dor e amor. Sua vida toda é uma poesia impossível de ser vivida e apenas feita para ser apreciada por outros que não ela mesma. Se não fosse sua dor, eu estaria certa que ela seria sim uma poesia completa. 

sexta-feira, 7 de novembro de 2008

Ajuda humanitária com 1 clique.

A Cáritas está com uma bela campanha pela convivência no Semi-Árido do Brasil. 
Para ajudar, é só acessar o site e clicar no link da campanha. 
Sem gastar dinheiro, você colabora com o povo da região a lutar contra a seca. 

http://www.cliquesemiarido.org.br/

Descobri sem querer, navegando pelo site do Chico César.


quinta-feira, 6 de novembro de 2008

O elefante do Congo não cruza mais a estrada

Uma pesquisa científica divulgada pela Agência FAPESP mostra que os elefantes da região do Congo não estão cruzando mais as estradas por medo de caçadores. 
Os elefantes são nômades, buscando sempre novos habitats para sua manada e mantendo o equilíbrio natural do ambiente. Se eles não cruzam as estradas, suas reservas alimentares podem se esgotar e, confinados, eles podem até mesmo morrer.

E mais uma vez, a ação do homem se torna prejudicial à natureza. 

quarta-feira, 5 de novembro de 2008

Eu blogo, tu blogas... bloguemos todos nós!

Hoje eu li a respeito de um estudo interessante sobre o perfil das pessoas que acessam blogs. 
Os números dizem por si mesmos, e são muito interessantes:

· 76% dos usuários da Internet consultados lêem blogs especializados; 
· 73% lêem blogs pessoais;
· 54% dos leitores de blogs tem aumentado a sua leitura em relação ao ano passado;
· O uso de blogs reduz o consumo de outros meios de comunicação (especialmente televisão, jornais e revistas);
· Blog leitores são influenciados em um grau muito maior que os não-leitores dos blogs;
· A atitude para com publicidade nos blogs lá fora é geralmente bastante positiva 

A matéria é publicada em um blog, claro. Leia na íntegra. 


terça-feira, 4 de novembro de 2008

Dia do Inventor

Dia 31 de outubro foi Dia do Saci, hoje é o Dia do Inventor e amanhã será comemorado(?) o Dia Nacional da Língua Portuguesa

Será que o Saci gostou das mudanças do Novo Acordo Ortográfico?
Quem inventou de mudar as regras da gramática que é considerada uma das mais complexas do mundo?
E quem será que inventou o Dia do Inventor?

Perguntas tão loucas quanto as origens de suas dúvidas... 

sexta-feira, 31 de outubro de 2008

A abóbora e o Saci

Hoje é Dia de Halloween nos Estados Unidos. Lembro dos desenhos do Snoopy, em que o Charlie Brown e sua turma montavam a festa desenhando caras assustadoras em abóboras gigantes. 

Aqui no Brasil a gente tá mais para abobrinha... 

Mas o que muita gente não sabe é que, desde 2005, o nosso governo decretou que 31 de outubro é o Dia Nacional do Saci. 

Eu prefiro mesmo a riqueza e a alegria dos nosso folclore tropical às tradições norte-americanas. 
E para dar sorte na hora de comemorar, é melhor pular com o pé esquerdo! 

quinta-feira, 23 de outubro de 2008

Grávida de poesia

Muitas são as fontes de inspiração
E tantos mais os bombardeios de informação...
Tudo muito e tanto!
Cansou-se meu cérebro.

Peço o silêncio,
Quero a falta do que fazer,
Vou pensar em nada.
Quem sabe assim vêm as idéias?

Repousa agora a minha criatividade.
Dorme agora a artista.
Sinto uma força que me compele...
Acho que estou grávida de uma poesia.

sábado, 18 de outubro de 2008

soja ou vaca?

Meu irmão compara a soja com a vaca.
Ambos d
ão leite, cane, queijo, têm cálcio.

Diz ele, irônico, que dia desses
vamos ver soja pastando.

quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Cortar o bolo

É todo um protocolo que se cria no dia do aniversário:
Os abraços, os telefonemas com votos de felicidades, o bolo, aquela música ridícula... "É pique, é hora, rá-tim-bum". 
Posso parecer antipática - até que eu não discordaria desta sentença em certos pontos, mas penso que toda essa formalidade, contrastantemente fantasiada de descontração e alegria, é tão problemática! 

É claro que receber abraços é muito bom. E os presentes, então? Nem se fala! Quem não gosta de ganhar presente? O que não me anima é aquela obrigação que pressiona as pessoas a parabenizar aquele parente distante, por exemplo. Cria-se uma situação tão constrangedora! O diálogo ao telefone fica sempre naquele nó:
- Oi, parabéns, viu?
- Obrigada...
- Muitos anos de vida para você...
- Obrigada...
- Quantos anos mesmo? Puxa, tá ficando velha!
- É, né?
(risos nervosos)
- Então, tá! Vê se aparece! Abraço!
E quando desligam, ambos respiram aliviados e livres do mico, que dura longos 2 minutos.

Porém, contrariando toda a minha antipatia por festinhas, alimento aquela antiga crença de que parabenizar o aniversariante antes da data traz azar.

Esse clima festivo me lembra a vó Margarida, que alimentava uma lista de aniversário de todas as pessoas conhecidas: amigos, colegas, vizinhos, parentes, distantes ou próximos. Ela fazia questão de ligar para cada um, parabenizando metodicamente as pessoas nos seus respectivos dias. Que trabalho! 

Certo dia, ela telefonou para cinco pessoas, seguidamente. Passou os seus quarenta minutos ao telefone. Não sei, mas a expressão facial dela me mostrava certa espontaneidade e prazer no ato.

É... tem sempre um sábio da vida para contrariar nossos valores. Sábia vó Margarida: viveu sua vida com intensidade, mas com pudor. Única.